O ASSOVIO SINISTRO

"Existem muitas lendas que correm o mundo, sendo que algumas específicas são regionais, tendo origem em locais específicos.
As lendas surgiram com base em fatos. Mas o que é lenda e o que é real?
Quais criaturas fantásticas existem em florestas fechadas e em locais isolados, sendo vistas e ouvidas por diversas pessoas, fazendo das lendas, fatos verídicos e assustadores?"

Em 2006 eu estava em um sitio na zona rural com meu cunhado e seu caseiro, era uma sexta-feira, o céu estava estrelado, tempo bom, um começo de noite muito agradável.

Na propriedade não tinha energia elétrica, pois meu cunhado estava aguardando ser atendido pelo programa do governo, luz para todos. A noite chegou depressa, sem nada para fazer, então fomos jogar cartas a luz de candeia (lamparina).
A casa ficava próxima a um córrego, na outra margem havia uma floresta fechada com muitas árvores, de difícil acesso.
Por volta das 20:00 horas começamos a ouvir um assovio alto vindo da floresta, abrimos a porta da cozinha e olhamos para fora e focamos a lanterna em direção ao assovio, não vimos nada.
O mais estranho é que nesta parte da floresta realmente era muito difícil alguém estar, pois havia muito espinho de palmeira Naiar, que é um tipo de coqueiro espinhoso.
Como não vimos nada fechamos a porta e voltamos a jogar cartas, mas o assovio continuava cada vez mais alto e vinha se aproximando da casa.
Abrimos de novo a porta e o som do assovio já havia atravessado o córrego que estava a 40 metros da casa.
Mais uma vez usamos as lanternas, mas não se via nada.
Fechamos a porta e ficamos atentos, o jogo de cartas parou e ficamos ali os três conversando sobre o que seria aquele assovio.
De repente começou a girar em volta da casa com os assovios cada vez mais altos.

Ficamos por um momento sem saber o que fazer, beirava as 21:00 horas, iria demorar a amanhecer.
Então abrimos a porta novamente e saímos com as lanternas na mão e cada lugar do assovio focávamos a luz, mas nada estava ali, não tinha nada visível.
Ficamos um de costa para o outro em um circulo.
Foi nesse momento que aconteceu o fato mais apavorante: o que quer que seja que estava assoviando, estava entre nós três, e o som do assovio chegou a deixar meus ouvidos zunindo!
Viramos rapidamente e não havia nada ali.
A partir daí o medo tomou conta de todos.

Olhei meu carro que estava a uns 10 metros da casa, corri em direção a ele, seguido pelo meu cunhado e o caseiro, arranquei com o carro a toda velocidade e a coisa vinha assoviando atrás, olhava pelo espelho retrovisor e não via nada.
A distância da casa até a saída da propriedade era de 400 metros e havia um mata-burro.
A coisa vinha atrás de nós alucinada assoviando.
Quando passei a porteira da saída da propriedade ela parou.
Ficou parada por alguns minutos assoviando e depois foi se afastando de volta.
Parei também para tomar água, assim como os outros dois, pois foi uma experiência de gelar o sangue.

Nunca mais voltei lá. Depois fiquei sabendo que algumas pessoas do lugar também já tinham presenciado algo parecido. 
Enviado por Rafael  - rj
MG - Brasil 
Compartilhar Google Plus

Autor sadSushi

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial