O Amaldiçoado Boneco do Fofão!!!





Mais um clássico do passado para vocês. O amaldiçoado Boneco do Fofão!

Vale lembrar ou informar para os mais novos quem era o Fofão.

No início dos anos 80 o programa infantil matinal mais assistido era o "Balão Mágico" e passava na Rede Globo. Os apresentadores eram Simony (que na época tinha uns 10 anos), Cascatinha ( o Seu Geraaaaaaldo, da Escolinha do Professor Raimundo, e atualmente ator da Record) e Fofão (vamos nos concentrar nele depois). Depois se uniram ao elenco Tob, Mike, Luciana, Ricardinho (Crianças que sumiram do mapa) e Jairzinho ( Filho de Jair Rodrigues e cantor atualmente).

Era uma época diferente em que as crianças realmente se comportavam como crianças...Coisa difícil de se entender hoje em dia. Existiam bandas infantis que ganhavam muito dinheiro só fazendo "músicas para crianças" acreditam?

Pois é...E nesse mundo mágico surgiu uma das mais terríveis lendas urbanas brasileiras de todos os tempos.

A Lenda do boneco amaldiçoado do Fofão!!! MMMMhauhauahuahuaa (Já se acostumaram com minha risada maléfica?).

Ok...Vamos agora ao tal Fofão. O que diabos era ele?



O Fofão era essa figura simpática acima. Ele era um alienígena do planeta "Fofolândia" e no início nem sabia falar. Ele emitia uns grunidos que só a Simony entendia. Com o tempo, aprendeu o português e passou a nos divertir mais.

O Fofão fez muito sucesso e acabou mudando de emissora, tendo seu programa próprio na Bandeirantes (Hoje apenas Band).

Seu sucesso se refletia nas vendas de produtos com sua marca. Eram lancheiras, camisas, Shampoos, calçados, revistas em quadrinhos, Lps (era assim que a gente chamava os "CDs" da época) e até uns lanches tipo waffles e bombons de gosto horrível da Dizioli que só o próprio Fofão gostava (Mas nossas mães faziam questão de colocar essas porcarias na nossa lancheira).


Enfim...Um dos produtos mais vendidos foi o Boneco do Fofão. Foram mais de 4 milhões vendidos. A empresa que o fabricava era a "Mimo", pouco expressiva num ramo em que a "Estrela" dominava. Na época as crianças brincavam de verdade, acredita?

Existiam jogos de tabuleiro, bonecos, carros de fricção ... E não eram digitais! Você podia pegar neles de verdade. Melhor que realidade virtual! Ah! Que saudade da propaganda de fim de ano da Estrela... A gente ficava numa espectativa e...Opa! Desviei um pouco do assunto...Vamos voltar.

Enfim(2 - a missão) ... O boneco foi muito popular. Todas as crianças queriam um! Eu nunca tive...Snif. Mas talvez isso tenha salvado minha vida.




Acontece que, um belo dia, um desses bonecos quebrou. Uma mãe desesperada notou a coisa mais horrenda do mundo. Havia um punhal dentro! Ao sacodir o boneco ela percebeu que a coisa era mais séria. Além do punhal existia uma bela quantidade de velas pretas e outras coisas que ela não soube identificar.

fofao-punhal.jpg



Então ela contou para outra mãe, que contou pra outra... E assim o Brasil inteiro estava sabendo.

Não demorou para surgirem várias histórias tenebrosas envolvendo o boneco. Assassinatos, incêndios , maridos traindo suas mulheres...Era tudo culpa do Fofão e seu boneco amaldiçoado!

Tem gente que jura até hoje que viu o boneco se mexer sozinho inúmeras vezes.

Vejam um flagrante de uma tentativa de assassinato promovida por um dos bonecos:



Foi um massacre... Quase todos os bonecos foram destruídos...Muitos deles queimados! Isso a contra gosto das crianças que, influenciadas pelo poder maléfico do boneco, não queriam se separar do brinquedo. Vejam abaixo um pobre boneco enforcado durante o massacre:

Fofão enforcado na praia


Eu tive a oportunidade de participar de um desses rompantes de violência... um dos meus amigos tinha o boneco e abrimos para ver o que tinha dentro. Sim...Era estranho...mas nem de longe parecia um punhal.

Vamos às explicações.

O que realmente existia era uma espécie de haste plástica que conectava a cabeça ao corpo para dar mais estabilidade. Numa das fotos acima ela pode ser vista. Por ter sua ponta afilada, muita gente relacionou a um punhal. E as velas? Bom...o enchimento do boneco era variado. No que abrimos , por exemplo, tinha restos de tecido, alguns pedacinhos de madeira e algo parecido com algodão. Honestamente não duvido que tenham achado restos de velas em alguns bonecos. Parecia que eles pegavam o que tivesse a mão para encher o bicho. Mas, punhal? isso não...

O fato é que essa lenda decretou o fim das vendas do boneco. Mas o deixou famoso para todo o sempre!

Alguns acreditam que a lenda tenha sido criada por uma empresa concorrente para dar fim ao número crescente das vendas do boneco do Fofão.

Eu já ia terminar o texto quando lembrei de algo muito importante.

Em 1988 um filme surgiu. Seu nome: "Brinquedo Assassino".

Nele um psicopata é baleado pela polícia e, antes de morrer, entoa um cântico vodu, passando sua alma para um boneco. Esse boneco era baseado no personagem de um desenho fictício para crianças e eram chamados de "bonzinhos".

Um boneco baseado num programa de TV e amaldiçoado. Ah...E em 1988, logo após do massacre dos Fofões. E o que tem isso a ver, Dr. Claudio?

Simples...Olhem o boneco assassino e comparem (Bem cohecido como Chuck)



Alguma semelhança? Incrível, não?
Compartilhar Google Plus

Autor Dimensão Medo

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial