Vampirismo

OLA LEITORES EU DEDICO ESSA PUBLICAÇAO A MINHA AMIGA.
 ''MARIA CLARA RIBEIRO''

  Vampirismo é o nome que se dá a pessoas encarnadas ou desencarnadas,e essas pessoas contém uma pré-disposição  de sugar as energias de outras pessoas,de uma forma consciente ou inconsciente .O assunto ''vampirismo'' não é muito estudado,mas faz parte do esoterismo e da magia.Você alguma vez na vida deve ter conversado com uma pessoa que fez você se sentir cansado(a) e desanimado e indisposto.Como se a sua energia tivesse sido sugada.Esses são os vampiros inconsciente,eles sempre estão presente no nosso convívio,e por algum motivo são sugadores de energia.Os piores são os ''Vampiros astrais'' são cadáveres que andam pelo plano astral chupando o sangue das pessoas,até matá-las  eles extraem vitalidade e força.Podem ser corpos de pessoas vivas ou mortas,porém quando ainda se aferram a seus copos físicos, que estão na sepultura, tratando de conservá-los como o alimento que extraem dos vivos e, deste modo, prolongarem sua própria existência.As entidades mais conhecidas por praticarem esse ato ''vampirismo astral'' são Incubus e  succubus (se alimentam da energia sexual de suas vítimas ).



Os Vampiros mais conhecidos e que mais convivem no nosso cotidiano. José Laérsio do Egito que descreveu.

1) Vampiro cobrador: Pessoa que vive cobrando a outra sobre tudo: onde foi, com quem esteve, o que fez, etc. Por meio do tédio, da irritação e de outras reações causadas na vítima, ela tem suas energias exauridas e acaba ficando com suas defesas energéticas abertas e prontas para serem sugadas.


2) Vampiro crítico: Aquele que critica demasiadamente o outro, sem dar-lhe espaço ou reconhecer seus pontos positivos. Acaba por envolver a vítima dentro de uma energia de baixa autoestima tornando-a presa fácil do roubo de energias.


3) Vampiro pegajoso: Aquela pessoa que parece não desgrudar de alguém. Fica o tempo todo próximo e parece que está “colada” na outra. Não dá espaço e deixa a pessoa meio que sufocada com sua presença. Muitas vezes não permite que tenha outros contatos com pessoas.


4) Vampiro esponja: Essa é a pessoa que acreditar ser a “dona” da outra, sendo muito possessiva. Não deixa que outros se aproximem, por ciúme e sentimento de posse. Seu desejo é isola-la e ter a pessoa só para si mesma.


5) Vampiro bajulador: Esse é o conhecido popularmente como o “puxa saco”. Fica exaltando exageradamente as qualidades da vítima, sempre para obter algo em troca. A pessoa acaba abrindo suas defesas e confiando no vampiro, pois teve seu ego alimentado e sente-se bem com isso. Como disse Dom Juan: “A maior parte da nossa energia vai para o sustento da importância pessoal”. Se algum dia formos capazes de direcionar nossas energias para fora do ego, sobrará um grande estoque para empreendimentos muito mais importantes.


6) Vampiro tagarela: Aquele que fala exaustivamente e não se preocupa em estabelecer um diálogo com o outro. Tem um vício de falar muito sem nem pensar no que diz. O ato da fala acaba se tornando uma compulsão – praticamente um vício – talvez para ocultar o silêncio que poderia lhe revelar algo indesejável dentro de si mesmo. Pode falar indefinidamente, mesmo por horas; se o ouvinte permitir. Ao fim da conversa, sentimo-nos cansados e indispostos.


7) Vampiro lamentoso: Aquele que só reclama de sua vida e sempre lamenta o estado de coisas atual. Seu único discurso é a autovitimização, reclamando o tempo todo, geralmente afirmando que estão sendo usadas por alguém, passando por dificuldades diversas; que estão sem dinheiro; com seu afetivo atribulado, dentre outras lamúrias. Há também o vampiro hipocondríaco: mal chega perto já começa a reclamar de sua saúde. Ainda dentro deste tipo, há o vampiro negativista: aquele que sempre vê as coisas pelo prisma mais desfavorável, sob uma ótica sombria e negativa.


8) Vampiro encrenqueiro: Aquele que vive para gerar conflitos, discórdias; fazer fofoca e intrigas. Acaba ganhando com a irritação das vítimas; alimenta-se da energia gerada pela confusão e pela conseqüente vulnerabilidade dos envolvidos.



Pessoas assim geralmente são as que sugam energias de outras pessoas...você pode ser uma dessas pessoas...
Você com certeza já deve ter ficado perto de pessoas assim e ter se sentido fraco ou sem energia,algumas pessoas não ficam fracas pelos fato de serem muito fortes,mas essas pessoas ''fortes'' são raras.
Compartilhar Google Plus

Autor Dimensão Medo

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial