TINHA ALGO NAQUELA CASA

Olá, me chamo Michelle e gostaria de contar aqui minhas experiências com coisas do além.

Dos 8 aos 13 anos, morei numa casa muito antiga. Eu tenho certeza que há algo muito estranho nela. Nos primeiros anos, nunca notei nada errado, talvez porque era muito criança. Mas a partir dos 10 ou 11 anos, coisas sérias começaram a acontecer.

Eu sempre tinha sensações estranhas e muito fortes, como, por exemplo, ouvir passos pela casa. Eu tinha (tenho) absoluta certeza de ter ouvido alguém andando, indo em direção à porta do banheiro e olhando para os dois lados. Eu também sempre sentia que alguém estava comigo, mesmo quando estava sozinha. Também ouvia vozes estranhas.


As vezes, por exemplo, estava sozinha em casa, ouvindo música, e alguém gritava: "Micheeeeeeeeeeelle!!" Eram gritos normais, como um vizinho me chamando. Mas sempre que eu olhava pela janela, não havia ninguém no portão.

Com 10, 11 anos, não ligava muito para isso, achava que era besteira, imaginação. Mas aos 12, comecei a ficar muito assustada e amedrontada.

Uma vez, por exemplo. Eu tinha vários pôsteres na parede do quarto que ficava junto à minha cama. Um dia, estava eu e minha mãe em casa, eu no quarto e ela ouvindo rádio na cozinha. Eu tenho certeza de que a mulher do pôster piscou, parece absurdo, também acho, mas juro por Deus que é verdade. No mesmo dia, decidi tirar os pôsteres da parede. Tirei. No dia seguinte, chegando em casa, quando olhei a parede, vi os pôsteres ali, de relance. Quando olhei de novo, não havia mais nada.

Uma vez também, eu estava sozinha em casa e estava me olhando no espelho, quando apareceu uma luz estranhíssima, muito forte, bem no meu rosto (no reflexo do espelho). Me assustei e saí dali, mas fiquei com uma sensação estranha.

Estava na sala e, indo a caminho do banheiro, vi uma coisa saindo dali, flutuando. Não era nada nítido e não era um vulto, pois era meio colorido e brilhante. Ele saiu rapidamente e sumiu, mas eu é claro fiquei morta de medo.

E eu também sofri muito ali. Eu era uma criança, mas sofria muito, vivia angustiada e não sabia o por que.

Quando nos mudamos dali eu já tinha 13 anos. Desde então nada mais aconteceu comigo, mas eu acredito no sobrenatural, em vida após a morte, fantasmas, etc. E até hoje tenho traços de paranormalidade: as vezes respondo mentalmente a perguntas que ainda nem foram feitas, tenho premonições (em sonhos), adivinho o que meus amigos vão falar. Sempre quando vou à uma casa antiga, penso nessas coisas. Claro que não são todos os lugares antigos que tem coisas ruins, mas tenho certeza que, naquela casa, há algo muito estranho.

Gostaria de saber se ainda está lá, mas acho que, mesmo hoje, aos 21 anos, não teria coragem de entrar...


Michelle - São Paulo - S.P.
Compartilhar Google Plus

Autor Dimensão Medo

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial