Ouça o Relogio

Ola,Hoje
Trago aqui mais um post. Se quiserem fazer o que está no post estão a vontade, apenas não me responsabilizo por danos que possam causar.

Se quiseres perder todo o rastro da realidade e destruir a tua sanidade por completo, simplesmente deves ouvir o relógio.
Contudo, permite-me dizer, isto não será fácil. Não é algo com o que tu devas brincar. É somente uma forma simples de perder cada rastro da tua mente. Para conseguires, tens que seguir algumas regras.

A primeira deve ser, estares num quarto sem janela nenhuma. Pode ser um quarto qualquer, só não deve ter janelas.
A segunda é que, podes começar a qualquer hora do dia, inclusive se decidires começar à noite. Este processo durará 24 horas para ser completo.
terceira, cancela qualquer compromisso que tenhas no dia e desligua o telefone. Tu não podes ter nenhuma distracção.
quarta, estejas seguro que seja um dia tranquilo, sem ventos ou trovões.
E, por último, deves colocar no quarto escolhido, um relógio. Esse relógio deve ter um distinto “tic-tac” em cada segundo que vá passando e, como única iluminação do lugar, uma vela.
Uma vez que tenha tudo o que é requisitado, quero que faças uma pergunta a ti mesmo e respondas com toda a sinceridade: “Quero realmente fazer isso?” Se a resposta for afirmativa, então espero que Deus, Lucifer o qualquer que seja a tua crença, tenham piedade da tua alma, porque eu, só estou aqui para te preparar.




Muito bem, agora vamos às informações e esclarecimentos. Em meados dos anos 1800, membros radicais das fés cristãs, muçulmanas e islâmicas, usaram isso como uma forma de “conectar-se” com o Deus de cada cultura. Entretanto, isso foi algo desconhecido, devido à sua natureza extrema e por ser um método tão incomum para se conectar ao sobrenatural.
Durante este processo, aquelas pessoas faziam uma oração constante, mas paravam devido aos eventos que se passariam depois. O relógio representava a vida na terra, quão curta pode ser e a vela representa Deus como a entidade guia que o ser humano pode ter ao longo da vida. Infelizmente, é muito comum que as pessoas que se aventuram neste processo acabem por perder a sanidade e, ao longo do dia, devido a isso, chegam a perder a vida.


As primeiras 3 horas são as mais leves, principalmente porque nada chega a acontecer realmente. Utilizem este período para se prepararem psicologicamente. Essas serão as únicas horas em que podem escolher entre continuar ou abandonar o processo.
Na quarta hora, não poderão escapar sob possibilidade nenhuma. A porta se trancará por si mesma e não há forma de movê-la.
Quinta hora: Começarás a suar abundantemente e a sentir ansiedade. Poderás ver vultos atrás de ti, mas em todas as ocasiões, apenas o nada te acompanhará.
Sexta hora: Escutarás ruídos. Não serão ruídos da casa ou do lado de fora, mas batidas e ruídos secos, em intervalos de dez minutos, sendo um mais forte que o anterior.
Sétima hora: Desmaiarás. Sonharás. Mas, acredita em mim, esta será a única hora agradável durante o processo, já que reviverás os melhores momentos da tua vida. Cada vitória, lembrança boa e cada grande amigo que tu tiveste, aparecerá para ti. Este será o melhor sonho que terás em vida, e, se tiveres sorte, talvez poderás ver algumas coisas que acontecerão no futuro.
Oitava hora: Acordarás no início desta hora. Ao fazê-lo, terás uma sensação de comodidade enorme, talvez similar aos efeitos de fumar maconha/erva enfim.... Para alguns, isso também pode ser considerada outra hora agradável do processo, mas, a partir da hora seguinte, se desencadeará o sofrimento.
Nona hora: Para que entendas da maneira mais fácil, nesse momento é como se tu trocasses de uma droga para outra. A calma será substituída por uma carga de adrenalina e energia, similar aos efeitos de qualquer droga estimulante (por exemplo, cocaína). Advertência: antes de tudo, deves manter o controle. É imprescindível que o teu controle seja mantido nesse estado, pois não há forma de saber nem dizer o que tu farás.
Décima hora: Com sorte, apenas terás feridas mínimas no corpo, da hora anterior. Agora começarás a voltar à normalidade. Nesta hora, começarás a ouvir gritos que parecem vir do outro lado da porta. Tais gritos variam, sendo tanto de uma menina, como de um homem adulto, entre outros. Eles ocorrem a cada 6 minutos desta hora, que parece uma eternidade.
Décima primeira hora: Adeus luz da vela. A vela irá apagar-se. Estarás na escuridão durante o resto do processo. Geralmente é nesta hora que tu pensas que tomaste uma decisão terrível.
Décima segunda hora: Curiosamente, a vela irá acender-se sozinha. Não te preocupes, esta será outra hora de silêncio. Aproveite para te preparares psicologicamente para o que virá.
Décima terceira hora: É provável que o ocorrido na hora 7 volte a acontecer, mas ao contrário. Não esperes momentos agradáveis. Neste sonho, reviverás cada momento doloroso, sofrimento e coisas más. Inclusive, poderás ver o sofrimento futuro, e, com segurança afirmo, que será o pior sonho que tu tiveste e terás em toda a tua vida.
Décima quarta hora: Acordarás para outra hora de silêncio, que só será rompido pelo soluço do teu choro pelo que viste no sonho. Não importa o quão forte tu crês que seja, terás a alma cortada em pedaços pelo sonho.
Décima quinta hora: Esta parte poderá matar-te. Aqui, começarás a falar com alguém, que apesar de ser invisível, estará ali contigo, fazendo-te companhia. Não tem nome. Falando assim pode parecer uma coisa boa, porém a primeira coisa que este ser te dirá será “Pergunta-me qualquer coisa e te responderei.”Tu podes perguntar qualquer coisa da tua vida. O ser te responderá com detalhes extremamente precisos, e te dará as razões de todos os teus questionamentos, sem se importar que isso implique tragédia, dano, morte (tua ou de outras pessoas), erro ou o que seja. Ao final, se despedirá e irá embora. Aqui tu poderás saber, por exemplo, qual foi o motivo da morte de uma pessoa que amas. Toda a ideia que tinhas de ti mesmo, será derrubada.

Décima sexta hora: Conversarás com os teus pais, mas eles não estarão presentes fisicamente. Agora é o teu turno de responder perguntas. Te perguntarão coisas que fizeste durante a vida e, se não responderes alguma das suas perguntas, serás pressionado com dor, até que não aguentes mais e respondas. No final, se despedirão e irão embora. Por mais difícil que seja, precisas de te concentrar e não acreditar que uma hora inteira de tortura física e psicológica estão sendo infligidas pelos teus pais. É tudo parte do processo.
Décima sétima hora: Falarás com o homem mais importante da tua vida. Pode ser o teu melhor amigo, o teu pai, enfim. Te perguntará como e porque se conheceram, e como se deu o vínculo de vocês. Tem em conta que ele não procurará uma conversação agradável. Se te esqueceres de um detalhe, uma mínima vírgula de toda a tua relação com esta pessoa, serás pressionado novamente por meio de dor, até ir embora. A partir daqui a tortura física fica mais intensa e tu podes até sentir o desmembramento de ti mesmo. Sentirá toda a dor de um membro sendo cortado, arrancado ou golpeado. Verás o teu sangue. Quanto mais desesperado, mais dor lhe é infligida. Precisas ser muito forte para continuar a responder às perguntas, ou viverás 60 minutos de uma intensa e insana tortura.
Décima oitava hora: O mesmo que a anterior, mas com a mulher mais importante da tua vida.
Décima nona hora: Falarás com uma pessoa inesperada: tu mesmo. Mas no futuro. Acredita, embora tu já tenha sentido dor o suficiente, está será a pior conversa que jamais terás. Te dirá coisas que queres e que não queres ouvir sobre ti mesmo, e perguntará coisas que não poderás responder. Logo começarás a entrar em colapso contigo mesmo, gritando com fúria e, provavelmente, o auto-conhecimento seja o único que te salve neste momento. Nunca sabes o que acabarás por te tornar no futuro. E se o teu sonho brilhante de te formares e comprares um apartamento, seja interrompido por algum acidente? Cadeira de Rodas? Drogas? Coma? Sim, ti saberás de tudo. E, provavelmente, não gostarás disso.
Vigésima hora: Após os dolorosos eventos das últimas horas, começarás a mutilar-te. Alguns, devo advertir, cometem suicídio neste momento. Não é algo propositado, mas durante 60 minutos não conseguirás parar de se magoar. Fogo, lâminas, alicates, lixas... Tudo o que podes imaginar, surgirá na tua frente. É como se estivesses preso dentro do teuu corpo, mas outra pessoa esteja a controlar-te. Sente a dor, o desespero e tentas lutar. Mas nada adianta.
Vigésima primeira hora: Se sobreviveste à hora anterior, a música espera-te. Sim, leste bem, a música. Será música orquestral, algo similar a um coro que canta Cânticos Gregorianos, similar à música de igreja, porém muito mais bonito. No final desta hora, não me perguntes como nem porquê, suas feridas saram.
Vigésima segunda hora: A música acabará. Outra hora de silêncio. Nesta ocasião, terás tempo para pensar. A luz da vela mudará constantemente a todas as cores do espectro visual.
Vigésima terceira hora: Cantarás algo similar ao coro anterior, mas não entenderás o que cantas. A tua voz será o única coisa que escutarás.
Enfim, a vigésima quarta hora. A mais interessante. Uns dizem conversar com Deus, outros com o Demónio, não se sabe o que acontecerá contigo. O teu corpo será pressionado ao chão por uma força desconhecida e alguém (ou algo) te fará perguntas de dez em dez minutos.“És feliz?” ou “Gostarias de mudar?” são exemplos de perguntas. Deves responder de forma rápida e concisa. O interrogante soará como um homem, mas a sua voz é de um animal. Aterradora, mas de alguma forma agradável. Logo que a hora termina, poderás te colocar em pé e a porta se destrancará. Se tiveres sorte, sairá vivo. Se tiver muita sorte, sairá são.

Agora, és tu quem decide o que fazer com essa informação. Se quiseres falar, não serás impedido, mas fica um conselho e advertência: há coisas muito além dos terrenos da compreensão humana e, muitas vezes, não há forma de explicar o sobrenatural. Mas, seja o que for, jamais serás o mesmo.

Se quiseres perder todo e qualquer rastro de realidade e quiseres destruir a tua sanidade mental, apenas escuta o relógio.

"Tic-tac".
Compartilhar Google Plus

Autor sadSushi

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial