Jarno Elg

Jarno Elg é responsável pelo homicídio mais cruel na história da Finlândia. Ele nasceu em Hyvinkää, na Finlândia. Quando criança, ele tinha uma longa história de violência para com os animais. Em 21 de novembro de 1998, Elg entrou na casa de um homem não identificado e o estrangulou até a morte. Ele, então, continuou a dissecar o homem, enrolou a cabeça em fita adesiva, e começou a comê-lo com um grupo de cúmplices. Elg tinha três cúmplices e tomaram várias partes do corpo do homem e utilizá-los em um ritual satânico, que incluía a torturar da vítima enquanto escutavam o álbum The Cainian Chronicle da banda de black metal norueguesa Ancient.
A investigação criminal começou quando uma perna decapitado foi encontrado em um local de despejo, dando o nome de “assassino do lixão” para o caso. Jarno Elg foi localizado pela polícia e condenado à prisão perpétua pelo assassinato de um homem de 23 anos de idade, e comer algumas de suas partes do corpo. O Tribunal Distrital Hyvinkaa no sul da Finlândia condenou os cúmplices Terhi Johanna Tervashonka, 17, a oito anos e seis meses de prisão e Mika Kristian Riska, 21 anos, a dois anos e oito meses. Dizia-se que as três pessoas “foram fortemente influenciadas pelo satanismo.” O tribunal declarou a maior parte dos detalhes do caso selado por 40 anos. Por esta razão, apenas uma quantidade limitada de informação está disponível.
Compartilhar Google Plus

Autor sadSushi

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial