Eu o Conheço tão Bem

Ele vai para a cama às dez, todas as noites. Ele se despede de seus amigos na internet e fecha seu laptop, pontual como um relógio, e, em seguida, ele troca de roupa e vai para a cama. Ele sonha, mas nunca se lembra o que foi. Quando ele acorda de manhã, ele está sempre sonolento, e ele se apressa para chegar à escola a tempo. Ele chega em casa às 03:36 da tarde e faz sua lição de casa, e, em seguida, ele retorna ao seu laptop. Ele gosta de balas de goma, filmes de terror e músicas com vocais gritados. Ele realmente não tem nenhum amigo além de mim, então ele mantém um pouco de erva em sua gaveta de meias para quando a solidão fica demais. Ele não sabe o que ele quer fazer depois da escola, mas ele sabe que ele quer ir viver em uma cidade grande. Londres, talvez. Ele é tão triste porque ele não percebe como ele é bonito. Eu não sei o que seria de mim se eu não o amasse. Eu não era nada antes dele.
Nós estamos vivendo juntos há 12 meses agora, e é bom. Eu costumava ser uma daquelas pessoas sem rosto com quem ele fala online, até que ambos percebemos que não poderiamos viver estando tão longe um do outro. Mudei-me para o outro lado do país para estar com ele, eu fiz tantos sacrifícios e não me arrependo de nada disso. Seus pais são bons, mas só passamos a maior parte do tempo em seu quarto. Não nos falamos como costumávamos fazer antes de me mudar, no entanto. Na maioria das vezes eu só o observo. É assim que eu sei muito sobre ele.
Hoje à noite, sua rotina mudou. Ele não toca no laptop, e só fica na cama com o rosto no travesseiro e chora. Eu estava preocupada, até que olhei para o calendário e percebi a data. Claro que ele está chateado;
Já faz um ano desde que eu me enforquei.
Compartilhar Google Plus

Autor Dimensão Medo

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial