ESTRANHO VISITANTE

A minha história começa quando eu tinha 8 anos. Meus pais tinha acabado de se separar e de acordo com a minha idade eu estava tendo uma grande dificuldade lidando com isso. Eu estou contando isso porque eu acredito que tenha a ver com a minha história.
Uma noite eu fui dormir com a minha cachorrinha Nina. Nina sempre dormia comigo no pé da minha cama e me protegia das coisas que as crianças tem medo na noite. Bem, esta noite eu acordei com a Nina latindo para algo. Quando eu olhei para ver para o que ela estava latindo, tinha uma figura ao pé da cama. Tinha quase 2 metros de altura e usava um roupão preto parecido com o roupão dos monges e estava com o capuz cobrindo o rosto. Ficou apenas parado ali, me olhando. Nina fez tudo o que pode para assustar aquilo, mas ele não se moveu. Eu cobri a minha cabeça com o travesseiro na esperança que aquilo fosse embora, mas quando eu olhei de novo ainda estava lá. Eu não consigo nem descrever como eu fiquei assustada com aquilo. Eu tentei gritar, mas não saiu nada.

De repente a figura estendeu a mão para a Nina como que para mostrar que era amigo. Nina pulou da cama e foi até aquilo, ai ele levantou a mão e Nina voltou para a cama, deitou e parou de latir. Isso me assustou ainda mais. Aquilo ficou ali parado, me olhando até que o sol começou a nascer, e ai começou a desaparecer e sumiu em pleno ar.

Minha mãe veio até o meu quarto cerca de 20 minutos depois para me acordar para a escola, e me encontrou chorando sem parar. Após 40 minutos ela conseguiu me acalmar o suficiente para eu me arrumar para ir à escola. Eu estava na sala colocando o meu sapato quando eu olhei para o quintal e lá estava aquilo de novo. Eu fiquei louca!! A minha mãe correu até mim, mas dessa vez não houve o que me acalmasse. Ela me falou que eu podia ficar em casa e não ir para a escola, mas não tinha jeito de eu ficar naquela casa. Ela me levou para trabalhar com ela naquele dia.

Por muitos anos eu não vi aquilo de novo. Quando eu tinha cerca de 15 anos uma amiga minha se matou e eu estava tendo problemas para lidar com a morte ela. Na noite depois da morte dela, a figura voltou. Mas dessa vez eu não estava com medo. Na verdade eu me senti como se tudo fosse ficar bem e aquilo estava lá para me ajudar a passar pelos meus problemas.

Eu vi ele muitas vezes depois disso, sempre que tinha algo de ruim na minha vida. Apenas aparecia para me fazer saber que eu podia superar qualquer problema que aparecesse na minha vida. Agora, vendo tudo o que aconteceu, eu acredito ser o meu avô cuidando de mim. Faz muitos anos que eu não vejo mais a figura, mas eu sinto que ele está cuidando de mim.


Rosangela - Sacramento - MG
Compartilhar Google Plus

Autor Dimensão Medo

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial